Segunda, 01 de junho de 2020
(66) 9903-9558
Brasil

14/05/2020 às 13h00

19

Marquinhos

Peixoto de Azevedo / MT

AL aprova empréstimo dolarizado para “modernizar” gestão de MT
Projeto segue para sanção do governador, que deve viabilizar a transação nas próximas semanas
AL aprova empréstimo dolarizado para “modernizar” gestão de MT
....

A Assembleia Legislativa aprovou o projeto de lei que autoriza o Governo de Mato Grosso a contrair um empréstimo de US$ 56,2 milhões junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Na cotação do dólar desta quinta-feira (14), a R$ 5,93, o empréstimo totaliza R$ 331,5 milhões.


A aprovação ocorreu na sessão vespertina de quarta-feira (13).


Votaram contrários ao projeto os deputados Ulysses Moraes (PSL), Lúdio Cabral (PT), Valdir Barranco (PT). A votação ainda teve a abstenção do deputado Elizeu Nascimento (DC).


Agora, o texto segue para sanção do governador Mauro Mendes (DEM), que deve viabilizar a transação em breve.


Conforme o projeto de lei, o empréstimo será contraído por meio da linha de crédito no âmbito do Programa de Apoio à Gestão dos Fiscos do Brasil (Profisco) e deverá ser aplicado na gestão fiscal do Estado.




Investimentos também permitirão a implementação do governo digital, em que o cidadão poderá ter acesso a todos os serviços do Estado



Segundo o secretário de Estado de Fazenda, Rogério Gallo, o montante será destinado em tecnologia da informação, para modernização da gestão fiscal, com melhorias no gasto público e combate à sonegação. 


Gallo explicou que com o empréstimo, o Executivo poderá investir no que classifica como “Governo Digital”, uma das prioridades do Governo Mendes.


“São recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento, o BID. Esses investimentos também permitirão a implementação do governo digital, em que o cidadão poderá ter acesso a todos os serviços do Estado a partir de plataformas digitais”, afirmou o secretário ao MidiaNews.


Entenda o empréstimo


Nas justificativas, o Governo detalhou que o empréstimo deverá financiar o projeto de modernização pelo prazo de cinco anos, com encargos financeiros de 3,25% ao ano.


O pagamento da dívida de US$ 56,2 milhões deverá ocorrer em 25 anos, com cinco anos de carência.


"A amortização do empréstimo acontece no prazo de 300 meses no Sistema de Amortização Constante - SAC, com 60 meses de carência do principal, a encargos financeiros totais de 3,25% ao ano", disse Mendes em trecho do projeto.


A primeira parcela deverá ser paga em 2025, no valor de US$ 3,5 milhões, incluindo os juros.


No total, o empréstimo custará aos cofres públicos o montante de US$ 90,8 milhões (US$ 56,2 do empréstimo e US$ 34,6 referente aos juros).

FONTE: MIDIANEWS

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados