Segunda, 01 de junho de 2020
(66) 9903-9558
Brasil

22/05/2020 às 06h50

50

Marquinhos

Peixoto de Azevedo / MT

Mauro lembra que arrocho de 2019 evita" explosão" das contas de MT na pandemia
Governador colocou que agronegócio e manutenção de algumas atividades econômicas faz com que crise não sufoque contas
Mauro lembra que arrocho de 2019 evita
....

Em entrevista na noite desta quinta-feira à CNN Brasil, o governador Mauro Mendes (DEM) falou sobre a reunião que os governadores de outros estados e ele tiveram com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Um dos assuntos discutidos foi o ‘socorro’ financeiro que o Governo Federal deve enviar aos estados.


Questionado sobre a atual situação econômica de Mato Grosso, o governador respondeu que a gestão econômica mais austera executada em 2019, permitiu que o Estado tivesse uma reserva que vai ajudar a minimizar os impactos da pandemia do coronavírus. “Vamos passar o mês de maio com tranqüilidade”, afirmou o governador citando os salários em dia.


Entre as medidas adotadas pelo Governo do início de 2019 está a redução de secretarias, corte de cargos comissionados, nãoconcessão da RGA (Revisão Geral Anual) e aumento de salários, além de aumentar a contribuição do setor produtivo com o Estado. Houve ainda a revisão dos incentivos fiscais, que possibilitou um incremento na receita.


O questionamento foi feito porque, durante a reunião com o presidente, alguns governadores declararam a situação dos estados deles é emergencial e que a primeira parcela do ‘socorro’ precisa chegar até o final do mês. Neste quesito, Mauro Mendes destacou que a ajuda da União é importante, pois vai fazer com o Estado recupere algumas perdas.


Por outro lado, afirmou que, como em 90 cidades do Estado, não há nenhum caso confirmado de Covid-19, as atividades econômicas continuam normais e isso vai fazer com impacto econômico seja menor. “Temos grande parte das atividades econômica trabalhando normalmente. Isso e o agronegócio fazem com que nossa economia continue razoavelmente bem”, comentou.


Segundo o governador, em abril houve uma perda na arrecadação de 7% comparado com o mesmo mês do ano passado. E, a previsão é de que em maio, a queda seja em torno 15% em relação a maio de 2019.


Mendes ressaltou que a boa fase do agronegócio também vai contribuir para que a economia se mantenha razoável, inclusive, permitindo investimentos em infraestrutura. “Temos mais de mil quilômetros de afasto sendo executados com a ajuda do agronegócio por meio do Fethab”, frisou.


Por outro lado, ressalta que há pontos de incertezas num futuro não muito distante. “Ainda é muito cedo para dizer que não teremos impactos. A pandemia está provocando mudanças estruturais ao redor do mundo e eu tenho elementos de incertezas que não apontam, com clareza,

FONTE: FOLHAMAX

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados