Segunda, 03 de agosto de 2020
(66) 9903-9558
Brasil

01/07/2020 às 07h17

41

Marquinhos

Peixoto de Azevedo / MT

Deputados alongam discussão para votar reforma da Previdência
Ainda não foi dessa vez que o governador Mauro Mendes (DEM) conseguiu aprovar a projeto de reforma da Previdência
Deputados alongam discussão para votar reforma da Previdência
....
Ainda não foi dessa vez que o governador Mauro Mendes (DEM) conseguiu aprovar a projeto de reforma da Previdência. Os deputados pediram mais dois dias para buscar um consenso de alguns pontos do texto e o tempo foi dado pelo presidente da Casa, deputado Eduardo Botelho (DEM). A votação está marcada para ocorrer na quinta-feira (2). Já é a sexta vez que a Assembleia Legislativa adia a votação da proposta do governador. 

A bancada governista e nem os deputados de oposição e os que defendem os servidores públicos estão certos dos votos que terão para aprovação da reforma da Previdência. Diante da incerteza, os deputados estão desde meados de junho protelando a apreciação e buscando um consenso. 


Porém, nem tudo são flores para os servidores, já é um consenso de que a reforma da Previdência precisa ser aprovada para cumprir a Emenda Constitucional 103/2019, que fez a reforma em âmbito nacional.


Mas os deputados ainda querem a inclusão de novas categorias como segurança pública e assim deixar a mudança mais amena. Os parlamentares trabalham pela inclusão dos servidores da Politec e os policiais penais para os servidores da segurança. 


Também querem que as regras de transição não sejam a mesma da Emenda Constituicional. A deputada Janaina Riva (MDB) disse que trabalha para que seja uma regra local, dessa forma, os deputados asseguram que qualquer mudança teria que passar por discussão da Assembleia Legislativa.


O deputado Paulo Araújo (Progressistas) disse que está em um processo de negociação para que seja aprovado um texto de consenso. "Tanto é que a votação terminou sendo adiada para quinta, existe consenso na emenda que disciplina 80% de média aritimética para os servidores que entraram no sistema depois de 2003. Temos outras emendas que estão sendo negociadas, como a da segurança pública, da pessoa com deficiência. Acredito que a gente chegue em um acordo até quinta-feira para votarmos em primeira votação a PEC da Previdência", disse o parlamentar. 


A votação está marcada para quinta-feira, às 10h.


FONTE: GAZETADIGITAL

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados